Omar Aziz salvou Wajngarten da prisão ao suspender sessão da CPI | Exame

0
25
Omar Aziz salvou Wajngarten da prisão ao suspender sessão da CPI
Omar Aziz salvou Wajngarten da prisão ao suspender sessão da CPI
Ex secretário especial de Comunicação Social da presidência, Fabio Wajngarten.
Ex secretário especial de Comunicação Social da presidência, Fabio Wajngarten.

Oposição e a mídia ficaram sem a foto da prisão do ex-assessor de Bolsonaro. (Jefferson Rudy/Agência Senado/Flickr)

Por Márcio de Freitas*

O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz, salvou da prisão o ex-secretário Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Fábio Wajngarten, que depôs nesta quarta.

Primeiro, Aziz suspendeu a sessão para que o relator Renan Calheiros não formalizasse o pedido. O senador deu tempo ao advogado do depoente atuar. Orientado, Wajngarten tentou fugir ao desfecho nada desejável para si e desastroso ao Palácio do Planalto. Horas depois, Renan enfim formulou o pedido de prisão, com endosso de outros senadores, Aziz refutou a medida. “Não serei carcereiro de ninguém”, bradou.

Veja também

A oposição e a mídia ficaram sem a foto da prisão do ex-assessor de Jair Bolsonaro. Seria um troféu no dia mais tenso da CPI até agora.

Wajngarten acabou sendo vítima de sua entrevista recente à revista Veja. Suas frases, e as interpretação delas, deram ensejo a acusações contra o governo. O que ele recusou a endossar no depoimento.

Noutra ponta, o depoente não conseguiu explicar corretamente as ações da Secom, e caiu em contradições. Ficou tudo truncado. Até porque existe confusão no posicionamento do governo entre priorizar saúde ou economia.

O governo foi sempre disfuncional na comunicação da pandemia. E o secretário acabou informalmente negociando vacinas, porque havia um problema formal no Ministério da Saúde. A CPI quer provar que havia gente incompetente na Pasta, que não conhecia o setor.

Wajngarten entrou sozinho em solo minado, o setor de compras da Saúde. E quase pagou com a própria liberdade ao tentar trazer a vacina por vias alternativas.

E então o senador Flávio Bolsonaro, filho 01, chamou Calheiros de “vagabundo”. O termômetro foi desligado antes de explodir. Amanhã tem mais…

*Márcio de Freitas é analista político da FSB Comunicação

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

Veja também

Fonte: exame.com/bussola/omar-aziz-salvou-wajngarten-da-prisao-ao-suspender-sessao-da-cpi

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here