Pandemia chega a 25 milhões de casos no mundo | Exame

0
154
Pandemia chega a 25 milhões de casos no mundo
Pandemia chega a 25 milhões de casos no mundo
imagem31-08-2020-02-08-09
imagem31-08-2020-02-08-09

mapa de contaminações do hospital Johns Hopkins (Bússola/Divulgação)

A Universidade Johns Hopkins cravou hoje outro dado superlativo da pandemia: o mundo superou a marca de 25 milhões de casos de Covid-19. Os países com mais infecções confirmadas são, pela ordem, Estados Unidos, Brasil, Índia, Rússia e Peru. A doença amplia seu efeito global e já há ocorrências registradas em 188 países e territórios. A Índia bateu recorde. Autoridades locais contabilizaram hoje 78.761 casos, superando os 77.255 notificados pelos EUA em julho.

Segundo o monitoramento das redes sociais do FSB Inteligência, mais de 167 mil citações foram feitas hoje em relação à pandemia. O painel dinâmico completo das citações e tendências você confere aqui.

Já o Instituto FSB Pesquisa elabora diariamente o gráfico abaixo para acompanhar a evolução das mortes por Covid-19 em todo o país.*

Média móvel óbitos – 30 8 20
Média móvel óbitos – 30 8 20

– (Bússola/Exame)

O boletim Bússola Covid-19 traz hoje um artigo sobre o foco do governo Bolsonaro nos programas sociais; e outro sobre a oportunidade de a inovação melhoras nossas vidas e cidades. Confira a íntegra do boletim aqui.

As principais notícias do dia seguem a seguir.

  • Economia
  • Imposto de renda – Sai amanhã o 4º lote de restituição
  • Gás natural Câmara pode votar marco regulatório
  • Investimentos – Robôs e humanos: como gestoras têm unido o melhor dos dois mundos
  • Comércio exterior – China impulsiona recorde de vendas brasileiras de soja e carne bovina
  • Agro – Crédito rural aumenta na pandemia, mas pequeno tem dificuldade para receber
  • Orçamento – Baixa correção do mínimo reduz aumento das despesas da União
  • Reforma tributária Livros ficarão 20% mais caros, diz estudo

 

Poder e Política

  • ‘Antes de obras novas, queremos concluir obras inacabadas’, diz Bolsonaro
  • Bolsonaro reata ‘namoro’ com PSL, mas impõe condições para voltar; Janaina Paschoal diz que presidente será bem-vindo, mas não cabem exigências
  • Lei de Proteção de Dados traz mudanças, mas falta órgão fiscalizador
  • Na pandemia, Câmara dos Deputados pagou R$ 11,8 milhões em passagens
  • Partidos usam drive-in e drive-thru para driblar pandemia em convenções
  • Erro judiciário não é questão apenas de estatística, mas também de neurociência

Saúde e Ciência

Sustentável

  • Prefeitos ‘verdes’ – A agenda de pré-candidatos em SP
  • Manchas no litoral – Óleo deve ficar por décadas no mar

Internacional

  • Coreia do Sul intensifica medidas para conter alta dos focos de Covid-19
  • Bancos chineses se preparam para riscos ante aumento da inadimplência
  • Governo alemão: tumultos antimáscaras são ‘uma vergonha’

Corporativo

  • Nike encerra contrato com Neymar Jr.
  • Ranking mostra os profissionais autônomos mais requisitados
  • Realidade aumentada é a nova aposta da Apple para atrair assinantes ao TV+

Varejo e Consumo

  • Fritz-Kola: o refrigerante alemão criado por dois jovens ignorados por todos (e que agora compete com Coca e Pepsi)
  • Máscaras ganham cores e estampas e viram peças de moda
  • Second hand, mercado sustentável que movimenta bilhões, ganha força mundial

Bem-estar (em casa)

  • Autocuidado – Por que é tão difícil praticar?
  • Vizinhança Reclamações em condomínios saltam 300% na quarentena

*O gráfico acompanha a curva de óbitos em cada Unidade da Federação a partir do dia em que a média móvel de 7 dias (somadas as mortes dos últimos 7 dias e divididas por 7) da respectiva região que chega pela primeira vez a 3 óbitos. O objetivo é comparar as curvas de óbitos com base no mesmo período de evolução da doença em cada UF.

 

 

Fonte: exame.com/bussola/pandemia-chega-a-25-milhoes-de-casos-no-mundo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here