9 de agosto de 2022




Presidente discursou durante convenção do PL, neste domingo

Neste domingo (24), o Partido Liberal (PL) anunciou
oficialmente o presidente Jair Bolsonaro (RJ) como candidato à reeleição à
Presidência da República. O evento aconteceu no Maracanãzinho, Zona Norte do
Rio, e contou com a presença do chefe do Executivo, que subiu ao palco ao lado
da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Após um breve discurso de Michelle, Bolsonaro
também deixou uma mensagem aos apoiadores.

– Peço a Deus que o povo brasileiro nunca
experimente as dores do comunismo – declarou.

Em resposta, o público gritou que “a nossa bandeira
jamais será vermelha”.

Bolsonaro prosseguiu a fala, destacando que “o
Executivo e o Legislativo são irmãos”.

– Por que não se investia nisso (obras) no passado?
Porque o interesse era o outro, a corrupção. A Executivo e o Legislativo são
irmãos. Nós temos que jogar dentro das quatro linhas, em que pese um ou outro
jogar tijoladas no campo. Eu estou mostrando o que estamos fazendo (…) E isso
não é virtude, é obrigação. A nossa missão é não atrapalhar a vida de vocês
(povo) – disse.

Ele também criticou o Supremo Tribunal Federal
(STF).

– Hoje vocês sabem também quem é o Supremo Tribunal
Federal – falou.

Em seguida, houve vaia contra o SFT.

O chefe do Executivo criticou partidos de oposição.

– Jamais defenderei o fechamento da mídia no
Brasil. Quem antes dos 20 for de esquerda é porque não tem coração, quem depois
dos 20 for de esquerda é porque não tem cérebro. De vale nada um país se o povo
escolhe um bandido para a presidência da república. Querem dar a Presidência
para um cachaceiro. (…) Vou continuar no meio do povo, aconteça o que
acontecer. Vou continuar no meio do povo, aconteça o que acontecer – discursou.

 LEIA TAMBÉM: 


[ad_2]
Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.