12 de agosto de 2022


Ainda nesta quinta-feira, 21 repercutiu nas redes sociais o encontro do presidente Bolsonaro com o irmão do petista morto em Foz. Em síntese, o encontro acontece no Palácio da Alvorada junto com o governador do Paraná, Ratinho Júnior.

A saber, José Arruda é irmão do tesoureiro do PT que foi assassinado no último dia 09. Em resumo, Marcelo foi morto durante uma festa de aniversário temática do “Partido dos Trabalhadores”.

Dessa forma, após o infeliz ocorrido, a velha imprensa decidiu colocar a culpa no próprio presidente da república. Assim, Bolsonaro resolveu conversar com a família da vítima a fim de amenizar toda a situação.

Ademais, o encontro aconteceu com o irmão José Arruda que se declarou apoiador do presidente Bolsonaro, e não teve participação na festa de Marcelo. 

Você pode se interessar por: Geraldo Alckmin é detonado na web mais uma vez: “Meus Deus, quanta humilhação”

O encontro visa desassociar o ocorrido com a imagem do presidente Bolsonaro

Em conclusão, o encontro foi marcado para quebrar a narrativa da mídia que temia em associar o ocorrido ao chefe do executivo. Dessa forma, como a própria polícia Civil do Paraná constatou, o crime não teve qualquer motivação política.

Assim, o próprio presidente Bolsonaro declarou sobre a perseguição midiática:

“essa história de discurso de ódio não cola”. Disse Bolsonaro.

Confira: Lula tenta justificar parceria com Alckmin e toma invertida de Bolsonaro: “corrupto condenado”

Também, anunciou a vinda de um familiar de Marcelo Arruda:

“Agora de manhã, estava o deputado Otoni de Paula comigo, ligou e um dos irmãos conversou comigo novamente, José Arruda. Ele deve nos visitar nos próximos dias”.

Talvez você goste de: Edson Fachin deu 5 dias para Bolsonaro explicar reunião com embaixadores



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.