12 de agosto de 2022


Um show cancelado de Luan Santana na festa de São João, na cidade de Entre Rios, na Bahia, desencadeou uma briga pública entre o cantor, sua equipe e o prefeito Manoelito Argolo Júnior. De um lado é alegado “estrelismo” do artista, do outro a total falta de estrutura do local para a realização do evento.

Em comunicado enviado à coluna LeoDias, a equipe de Luan Santana ressalta que logo no primeiro contato para a realização do show, foi enviado uma ficha técnica com as necessidades referentes à estrutura, som, luz e demais itens necessários. “Infelizmente, no passar do tempo, fomos verificando que alguns itens não estavam sendo atendidos”, informa o comunicado em questão.

A equipe de Luan Santana afirma que houve uma flexibilização para não prejudicar a realização do evento, no entanto era preciso o mínimo de condições técnicas e de segurança para prosseguirem. “Quando chegamos ao local do evento, começamos a montagem do nosso equipamento e nossos técnicos foram conferir a estrutura oferecida”, continua a nota.

– Não havia a mesa de som solicitada, mas ainda assim tentamos montar para realizar o show;

– Os equipamentos de luz também não atendiam integralmente nosso rider e, boa parte dos equipamentos presentes, não estavam funcionando;

– Havia apenas um kit de Backline para atender às duas bandas existentes (Luan Santana e Adelmario Coelho), no entanto o material disponível não era suficiente sequer para uma banda;

– Havia apenas um sistema de áudio, um multicabo, também insuficiente para as atrações;

– O palco não havia aterramento, o que causou choque em diversos profissionais ali presentes, inclusive um deles precisou ser socorrido e hospitalizado (funcionário da LS áudio, locadora dos equipamentos de som e luz); integrantes da banda do Adelmario Coelho e nosso blaster também tomaram choque elétrico;

– Em momento algum impomos condições de nenhuma atração se apresentar antes, tanto que o outro artista em questão já estava no palco quando foram constatados os problemas e eles optaram também por não se apresentar.

Conversamos com o prefeito e produção local, que tentaram reverter a situação para que nós apresentássemos, no entanto por segurança de toda nossa equipe e pelos problemas técnicos já relacionados, optamos por solicitar uma remarcação. Fomos impedidos de sair com nosso ônibus que teve sua passagem obstruída, só liberado após mais de duas horas.”

– Equipe Luan Santana

Fonte: Metrópoles





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.