12 de agosto de 2022


Como forma de prevenir a ocorrência de incêndios florestais no Distrito Federal, o Instituto Brasília Ambiental e a Secretaria de Meio Ambiente começam a construir, a partir desta segunda-feira (4), aceiros com uso de fogo na Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae). A ação faz parte do Plano de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Ppcif) da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), que envolve a atuação conjunta de 25 instituições.


“Quanto menor nosso tempo de resposta, mais eficiente é o controle dos focos”
Pedro Paulo Cardoso, diretor de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Brasília Ambiental

“O aceiro com uso de fogo é uma prática comum de prevenção, que retira todo o material combustível em volta da unidade de conservação”, explica o diretor de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Brasília Ambiental, Pedro Paulo Cardoso. “É uma técnica rápida, eficiente e barata, e tem surtido efeito positivo para segurar a maior parte dos incêndios que vêm de fora das unidades.”

Entre as ações para contemplar as 86 unidades de conservação (UCs) do DF, o Brasília Ambiental está contratando 150 brigadistas. “Como os brigadistas estão dentro da unidade, o tempo de resposta deles é mais curto; e, quanto menor nosso tempo de resposta, mais eficiente é o controle dos focos”, detalha Cardoso.

Em temporada de incêndios, aceiros são uma medida eficiente | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

Participam da ação preventiva na Esecae, além do Brasília Ambiental, equipes da Sema, do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Conscientização

Além dos aceiros, a conscientização das comunidades que vivem próximas às UCs é feita ao longo do primeiro semestre por meio de blitze educativas e palestras ministradas palestras em escolas e para produtores rurais.

“A seca já chegou em junho, e é preciso alertar a população para não colocar fogo em lixo ou resto de poda, não usar fogo sem autorização do órgão ambiental competente e comunicar a ocorrência de incêndio florestal”, alerta a coordenadora técnica do Ppcif, Carolina Schubart.

A denúncia pode ser feita para o Corpo de Bombeiros (telefone 193), para o Brasília Ambiental, por meio da Ouvidoria do GDF (no site ou pelo telefone 162), ou para a Polícia Militar Ambiental (61) 99351-5736.

*Com informações do Brasília Ambiental



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.