12 de agosto de 2022



A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) inauguraram, na tarde desta quarta-feira (29), o Escritório Social do DF, que reunirá atendimentos e serviços a pessoas com passagem pelo sistema prisional e seus familiares, a fim de promover cidadania e garantia de direitos.

“O objetivo da Sejus é contribuir na orientação e apoio para reintegrar esses presos à vida em liberdade, quebrando o ciclo vicioso do crime e promovendo dignidade e acesso aos seus direitos”
Jaime Santana, secretário de Justiça e Cidadania

A Secretaria de Justiça e Cidadania é uma das pastas responsáveis pela criação de políticas públicas que visem a reinserção de presos e trabalha com a Funap no desenvolvimento de diversas atividades que proporcionem aos reeducandos as condições efetivas de inclusão social.

Inaugurado no segundo andar da sede da Funap, localizada no SIA Trecho 2, o Escritório Social tem sala de informática equipada com 15 computadores, mouse, teclado e monitor, que vão auxiliar os reeducandos na qualificação profissional, além de sala de barbearia e sala de aula, para a apresentação de palestras e outras políticas de inclusão.

O Escritório Social tem sala de informática equipada com 15 computadores que vão auxiliar os reeducandos na qualificação profissional | Foto: Divulgação / Sejus

Com equipe técnica composta por uma coordenadora, uma assistente social, uma psicóloga e uma assistente jurídica, o Escritório Social vai atender, acolher e encaminhar o público prisional e seus familiares para as políticas públicas existentes, além de auxiliar os estabelecimentos prisionais no processo de preparação dos pré-reeducandos para a liberdade e mobilizar e articular as redes de políticas públicas e sociais para a garantia de direitos.

“O objetivo da Sejus é contribuir na orientação e apoio para reintegrar esses presos à vida em liberdade, quebrando o ciclo vicioso do crime e promovendo dignidade e acesso aos seus direitos. É responsabilidade de todos nós percorrer caminhos que tragam dignidade e apoio às pessoas egressas do sistema prisional”, ponderou o secretário de Justiça e Cidadania, Jaime Santana.

Para a diretora executiva da Funap, Deuselita Martins, “é indiscutível a importância e a necessidade da ação proposta pelo Escritório Social, buscando, ao mesmo tempo, criar possibilidade de acesso às políticas sociais existentes e constituir um espaço de reconhecimento identitário”.

*Com informações da Secretaria de Justiça e Cidadania

The post Inaugurado escritório com serviços de inclusão social para reeducandos appeared first on Agência Brasília.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.