13 de agosto de 2022


O nome de Sergio Camargo voltou a ser alvo da fúria dos esquerdistas após uma declaração sobre funk e recado para Anitta. Vale frisar que Camargo é odiado pela esquerda desde quando era presidente da Fundação Palmares. Afinal, cortou diversas regalias e acabou com a lacração dentro da instituição.

Em seu perfil no Twitter, Sergio Camargo comentou uma matéria da Folha de São Paulo que destacava que o Funk brasileiro faz sucesso no exterior, mas segue sendo atacado no Brasil.

“O funk reduz mulheres a cadelas no cio e homens a serviçais do tráfico. É, no geral, trilha sonora de biqueira. Tem valor artístico zero e padrão moral deplorável. Isso vale para Anitta, principalmente. Não se trata de preconceito nem racismo. É facilmente verificável!” Escreveu o ex-presidente da Fundação Palmares.

Você pode gostar de: Motociata em Londres: Manifestação em apoio a Bolsonaro “sacode” o Reino Unido

Sergio Camargo recebe grande apoio de internautas após a dura declaração sobre funk

Não demorou muito e logo começaram os tuítes em resposta a declaração de Sergio Camargo. Além disso, uma grande maioria concordou com Camargo e criticaram também o estilo musical. Vale destacar que o funk é adorado pela esquerda e que foi muito divulgado pela eterna lacradora Anitta.

Confira: Tabata Amaral tira a “máscara” e declara apoio a Lula, mas web reage: “É a lenda do Sapo e do escorpião”

“Estive numa festa no exterior e os presentes ouviam funk – sem saberem da letra. Tive que pedir licença e explicar/traduzir a letra para eles… muita vergonha!!! Acabaram tirando o funk, em respeito aos brasileiros presentes!! Funk não é cultura, é agressão!” Comentou um seguidor.

Talvez você goste de: Eduardo Bolsonaro detona Randolfe e Omar Aziz após ataques a PGR: “DPVAT e Capivara”

Source link



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.